Sem marketing é difícil fechar as contas

  • 12 de fevereiro de 2015 |
  • Futebol

A Consultoria BDO divulgou, no final do ano passado, a 7a edição do estudo sobre as marcas mais valiosas do futebol brasileiro e lá estão, entre os dados importantes, as receitas referentes a 2013, dos 24 maiores clubes.

A ESPN, no dia nove de fevereiro deste ano, publicou as projeções do Itaú BBA para as receitas e despesas de 12 dos 24 maiores, com o intuito único de anunciar o lucro admirável nas contas do Flamengo e o prejuízo espantoso nas do Corinthians.

Tomando como base de análise os 12 clubes citados no relatório do Itaú BBA, comparei os dados das duas demonstrações e verifiquei que:

  • Somente três apresentam receitas maiores para 2014 com referência a 2013: Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras. Já, São Paulo, Fluminense, Grêmio, Inter, Santos, Vasco, Botafogo, Atlético-MG e Corinthians, perderam receita.
  • Exceto pelo Botafogo, que apresenta para 2014, uma receita de R$ 85 milhões, o Fluminense é, entre os 12, o clube com menor receita no período, R$ 113 milhões.
  • A interdição do Engenhão, está provado, pesou bastante nas contas do Botafogo, que perdeu 44,93% de receita no período. Em 2014, com receitas idênticas à 2013, o Botafogo sairia de um prejuízo estimado de R$ 10,2 milhões, para um resultado positivo de R$ 59 milhões.

Dos 12 clubes presentes no relatório do Itaú BBA, cinco devem fechar as suas contas com prejuízos.

Diante disso, volto à questão que tem sido o meu mantra: por que diabos os clubes de futebol não conseguem visualizar o marketing como fonte primordial de receita e ficam os seus dirigentes a lamentar as dificuldades para conseguir dinheiro.

– “Estudo de banco: Fla terá maior lucro de 2015; Corinthians, o maior prejuízo” (ESPN)

Por Jackson Vasconcelos

Deixe um comentário