Política 27/10/2017 às 18:30

Dilma entra no BuzzFeed, mas pra quê?

Não sei se foi por orientação da assessoria ou não, mas a candidata a presidência da república Dilma Rousseff teve um perfil criado no site BuzzFeed, um coletor de posts sobre curiosidades e listas. Apesar de a postagem ter alcançado mais de quatro mil curtidas e mais de mil compartilhamentos, não acho que esse seja

Cesar Maia divulga selfies de campanha via Tumblr

Cesar Maia, candidato ao Senado pela Coligação “O Rio em Primeiro Lugar” (PMDB, PP, PSC, PTB, PSD, SDD, PSDB, PPS, DEM, PMN, PTC, PRTB, PSDC, PEN, PRP, PTN, PSL e PHS), lançou mão de uma nova ferramenta digital para divulgar sua campanha: o Tumblr, mídia social mais voltada para promoção de imagens. Maia utiliza a

Será que hoje é diferente?

Dos bastidores, uma lição importante. Terça-feira, 18 de outubro de 1994. Dali a 11 dias, eu completaria 41 anos de idade. Era meio-dia e eu, exausto, já com fome, deixava o Edificio Orly, na Rua Marechal Câmara, Centro do Rio de Janeiro. Passei ali sete longos meses a tocar a campanha do deputado Rubem Medina.

Pensando fora da caixa

É fato que o mundo mudou e muito. Com a comunicação não seria diferente. Novas tecnologias continuam em franca expansão e as mídias e redes sociais têm chamado mais a atenção dos políticos. É o caso do candidato ao governo da Bahia, Paulo Souto (DEM), que aderiu ao uso da ferramenta de mensagens instantâneas Whatsapp

Que o Maracanazo descanse em paz

Duas frases e uma obra podem ajudar quem queira compreender ou pelo menos entender, o que houve com a seleção brasileira no jogo contra a Alemanha. O livro é “Dossiê 50”, do jornalista Geneton Moraes Neto, que entrevistou os 11 jogadores que entraram em campo na Copa do Mundo de 1950, no Maracanã e criaram

Fluminense. A censura.

Inicio com um trecho do Nêumanne no livro “O que sei de Lula”: “Para a Receita Federal, os cidadãos passaram a se dividir em duas bandas: os violáveis e os invioláveis. Foi mais uma prova de que a lei mais forte na República petê-lulista é a “dos dois pesos e duas medidas”.(…) “O petismo forte,