Mais um dia de tédio!

tedioA Presidente da República avisou que reduzirá o número de ministérios sem saber como será o desenho final. A medida é, portanto, uma coisa feita de afogadilho, tomada sem planejamento e, ironicamente, nela não estará a extinção do Ministério dedicado ao tema.

Na verdade, a Presidente impulsionou uma ação de marketing político um tanto curiosa, porque no final do processo estará o eleitor que, usuário dos serviços públicos, enfrentará mais problemas. O tiro sairá pela culatra!

O aviso da Presidente gera dúvidas e, na dúvida, os burocratas do governo não ultrapassam e nem diminuem a velocidade. Eles e elas simplesmente abandonam o trabalho para se dedicar de corpo e alma ao projeto pessoal de manter o cargo e o status. E, farão da vida dos políticos que os sustentam nos cargos, um verdadeiro inferno.

A Presidente, pelo desconhecimento das manhas da economia, parou o país e, conseguiu, com o desespero de fugir dos problemas que tem com a própria imagem, parar o próprio governo.

O final dessa história será um governo com imagem pior, uma Presidente com rejeição maior e um povo mais saturado.  Um tédio!

E, como não há oposição minimamente mais competente que o governo, o povo brasileiro tem pela frente uma estrada longa para percorrer até encontrar a felicidade.

Por Jackson Vasconcelos

Deixe um comentário