Lula continua vivo. Muito vivo!

Para quem acredita que nos tempos modernos o discurso perdeu força na política, aqui vai uma lição importante, sempre com a ressalva: antes das campanhas, qualquer prognóstico de resultado eleitoral é risco.

Lula sabe como fazer discursos que mexem com o coração do povo. Entre os prováveis candidatos a Presidente, nenhum outro candidato há com tamanha capacidade para produzir imagens e fatos que rendem votos.

Prestem atenção no resultado que Lula conseguiu com o discurso que fez no enterro da Dona Marisa. Vamos primeiro ao discurso, depois ao resultado.

Separei partes dele:

“Eu vou continuar agradecendo a Marisa, até o dia que eu não puder mais agradecer, o dia em que eu morrer. Espero encontrar com ela, com esse mesmo vestido que eu escolhi para colocar nela, vermelho, para mostrar que a gente não tinha medo de vermelho quando era vivo, e não tem medo de vermelho quando morre.

(…) Ela está com uma estrelinha do PT no seu vestido, e eu tenho orgulho dessa mulher. Muitas vezes essa molecada (os sindicalistas) dormia no chão da Praça da Matriz (de São Bernardo do Campo), e a Marisa e outras companheiras vendendo bandeira, vendendo camiseta para a gente construir um partido que a direita quer destruir.

Na verdade, Marisa morreu triste. Porque a canalhice que fizeram com ela, a imbecilidade e a maldade que fizeram com ela, eu vou dedicar (Lula não encerrou a frase). Eu tenho 71 anos, não sei quando Deus me levará, acho que vou viver muito, porque eu quero provar que os facínoras que levantaram leviandade com a Marisa tenham, um dia, a humildade de pedir desculpas a ela”.

Ontem, dia 16 de fevereiro, uma nova pesquisa de intenção de votos para Presidente da República, em 2018, mostra a força que teve o discurso do Lula somado à imagem da morte da esposa. A pesquisa foi patrocinada pela Confederação Nacional de Transporte:

Lula apresentou-se com 24,8% em outubro. Bateu 30,5% depois do episódio Marisa. Para o segundo turno, Lula perderia a eleição para Aécio com uma diferença de quatro pontos percentuais: Aécio, 37,1% e Lula, 33,8%. Depois do enterro da Dona Marisa, na pesquisa recente, Lula venceria Aécio com 12 pontos à frente. Lula com 39,7% e Aécio, 27,5%.

E como comentário final, a manchete do Valor Econômico sobre a pesquisa: “Pesquisa indica que é preciso olhar Bolsonaro”. Manchete forçada para não falar do fenômeno real: Lula venceria a eleição, mesmo depois de demolir o país.

LulaPovo3

Por Jackson Vasconcelos

Deixe um comentário