Política

Mais um dia de tédio!

A Presidente da República avisou que reduzirá o número de ministérios sem saber como será o desenho final. A medida é, portanto, uma coisa feita de afogadilho, tomada sem planejamento e, ironicamente, nela não estará a extinção do Ministério dedicado ao tema. Na verdade, a Presidente impulsionou uma ação de marketing político um tanto curiosa,

Série: Campanha Eficiente

Na série de vídeos Campanha Eficiente, no canal da Estratégia e Consultoria no Youtube, o consultor Jackson Vasconcelos compartilha sua experiência com campanhas eleitorais. Os princípios básicos para alcançar a vitória serão tratados em vídeos semanais.

Futebol: política debaixo do tapete

“O que estraga esse troço aqui é a política!” Ouvi a frase mil vezes, ditas de todas as maneiras durante o tempo em que trabalhei com o Fluminense. Reencontrei-a ontem num papo com alguém que vive tempo de campanha no Flamengo. Dizia ele: “sou empregado remunerado e não posso ter lado, mas ando cheio com

Corinthians, futebol e política

Boa coisa não vem por aí. O portal G1 noticiou o pedido de registro ao Tribunal Superior Eleitoral de mais um partido político, o PNC, Partido Nacional Corinthiano. Corinthiano de Corinthians, política e futebol. Se vingar, o Brasil terá 33 partidos registrados e se a moda pegar, não demora, chegarão ao TSE os pedidos para registro

Zico, o político, será mesmo candidato?

Por vocação presto atenção na campanha que começa a tomar corpo para eleição do sucessor do Joseph Blatter na presidência da Fifa, concentrado nos movimentos do Zico, que ainda não me passam a segurança de uma candidatura construída para vencer. Mas, a minha base de avaliação são as entrevistas dele e posso estar enganado. Nas

Zico quer mesmo ser presidente da Fifa?

A intenção do Zico é realmente se tornar presidente da Fifa? Pelo que ele disse à revista VEJA deste mês, a resposta é não e aumenta em mim a sensação de uma candidatura para recuperação, reforço e multiplicação de uma imagem positiva. No resultado, mais um gol do craque. Mas, vamos à entrevista, que o

Um marketing estúpido, completamente, estúpido!

O destino livrou o PT de alguns de seus tesoureiros. Precisaria agora livrá-lo dos seus marqueteiros. Pelo marketing, o Lula chegou ao poder e na garupa levou o Partido dos Trabalhadores. Mas, pelo marketing, a Dilma e o partido estão quase fora de lá. O vencer a qualquer custo, para manter a presidência, fez o

Wallim, oposição ou situação arrependida?

O Henrique Bellucio foi uma das presenças de relevo no evento de lançamento do livro “O Jogo dos Cartolas: Futebol e gestão”. Ele falou sobre a analogia entre a gestão do futebol e da política: “a lógica do futebol é muito parecida com a lógica política – vale a coisa imediata. Se no futebol é

“Virando o Jogo”- 360 graus!

“A rigor, não haverá seleção brasileira competitiva sem clubes de futebol fortes”, eis a única verdade presente no artigo “Virando o Jogo”, do deputado Otávio Leite, publicado no jornal O Globo, na segunda-feira, 20/07. Do título ao fim, o texto é utopia propositada.  O deputado comemora o fato de ter conseguido dar aos clubes de

MP 171… Opa, 671!

Não é por acaso nem por injustiça, que tenho defendido uma nova numeração para a MP do Futebol, a 671, que ficaria melhor vestida no número 171. Ela, simplesmente transfere a obrigação de pagar impostos dos clubes de futebol para os contribuintes, que recolhem regularmente. A carga fiscal tem esse título pelo peso que os