Futebol

Wallim em uma missão impossível

Eduardo Bandeira de Mello venceu a eleição no Flamengo. Proeza seria perder, porque quem disputa reeleição abre a campanha com bastante vantagem. Pouco precisa fazer para convencer os eleitores. É suficiente deixar que julguem o trabalho realizado que, no mais das vezes, nem precisa ser de excelência. Então, cabe à oposição a dupla obrigação de

Planejamento? Onde?

Os times que lutam contra o rebaixamento para a Série “B” esticam as emoções do Campeonato Brasileiro. Os jogadores e dirigentes dos demais empurram o tempo com a barriga à espera do último jogo e planejam, dizem, a temporada do próximo ano. Uma promessa que olhada pelo retrovisor não garante grande coisa, porque não é

Tudo pelo voto, no Flamengo e na Prefeitura do Rio

O Presidente do Flamengo, candidato à reeleição, demitiu o técnico Oswaldo de Oliveira antes do encerramento do Campeonato Brasileiro, que está por um instante. No mesmo momento, anunciou que contratará, após a eleição, o técnico Muricy Ramalho. Para não fazer por menos, o adversário Wallim Vasconcelos anunciou que, eleito, convocará Jorge Sampaoli, treinador da seleção

Debate no Flamengo

O debate entre os candidatos à presidência do Flamengo, no canal esportivo ESPN, criou um material excelente para análise no tema campanha eleitoral. Comparecerem os três candidatos, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, que quer ser reeleito, Cacau Cotta e Wallim Vasconcellos. No ambiente, um moderador e dois jornalistas que cobrem futebol.  

O futebol brasileiro na mesa redonda

Na noite desta segunda, 9/11, retornei  à Trevisan – Escolas de Negócios para, na turma de Marketing Esportivo, participar de uma mesa redonda que teve Ricardo Rocha, ex-jogador campeão da Copa de 94 e comentarista no Sportv; Victorino Chermont, repórter da Fox Sports e Alexey Dantas, coordenador do MBA em gestão e marketing esportivo da

Dunga, uma entrevista que assusta!

Comecei a ler. Não acreditei no que li. Voltei a ler. Diante de mim estava a entrevista do Dunga, técnico da Seleção Brasileira à revista ISTOÉ (Suplemento 2016). Empaquei na informação sobre o tempo que ele terá para preparar a seleção de futebol para os jogos do Rio: quinze dias. E, ele diz que em

Campanha Eficiente: Estratégias e táticas

Independente do tipo de campanha eleitoral que você queira realizar, as estratégias e táticas são as mesmas. No oitavo vídeo da série Campanha Eficiente, no canal da Estratégia e Consultoria no Youtube, o exemplo são as eleições para a presidência do Fluminense Football Club.

Maracanã. Quem ficará com ele?

A concessão do Maracanã está por uma Olimpíada e ninguém mais nos bastidores do futebol carioca e do Governo do Estado do Rio duvida disso. A incerteza é saber quem receberá as chaves. Diante do fato consumado, o governo do estado disfarça, como acontece sempre com os agentes políticos nos casos de fracasso dos projetos

Uma imagem sem título

Você prefere um faniquito ou um título? Incorporado pelo caboclo torcedor, o Presidente do Fluminense presenteou a torcida do time com uma imagem forte e agressiva depois do primeiro jogo da série de dois contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. A turma dele, certamente, vibrou, porque sempre pediu a ele momentos assim, de torcedor

Eleições na Argentina e no Flamengo

Como decidirá o eleitor a eleição na Argentina e no Flamengo? Como decide toda eleição. Ele trocará o comando se perceber que o atual produz uma situação ruim, mas se tiver a certeza de que a troca será para melhor. Na dúvida, o eleitor não ultrapassa. Ele fica onde está, mesmo que se encontre numa